Verde sobre azul

Ravello

Imagens: The Ravello Coastline, 1926 – Peder Mork Monsted | wikitravel.org

Na nossa mais recente coleção – Cocktail Stravaganza – , convidamos você a embarcar conosco em uma incrível viagem pela Itália.

Aqui, no Além das Flores, achamos que esta jornada não estaria completa sem aquela bela passeggiata por Ravello e seus jardins, que diferentemente de outros vilarejos ao longo da costa, não impressiona pelas suas praias, mas pelo “mar inteiro”.

Ravello

Foto: slowitaly.yourguidetoitaly.com

Entre o céu e o mar, a mais de 350m de altura se debruçam os jardins e terraços das Villa Cimbrone e Villa Rufolo, dois daqueles lugares que assim que você pisa logo entende o porquê de já terem inspirado o trabalho de tantos artistas relevantes na música, pintura e literatura.

Fotos: Slow Italy | Benvenuto Limos

Com origem que remonta ao séc XI, Villa Cibrone – a coroa de Ravello – teve seus jardins amplamente renovados pelo nobre britânico Lord Grimthorpe no início do século XX. A Villa é hoje um hotel privado de cinco estrelas, mas os jardins estão abertos ao público e são eles, junto com os jardins da Villa Rufolo, que oferecem a vista mais memorável da Costa Amalfitana.  O espetáculo acontece também dentro dos jardins, principalmente no verão, quando as glicínias da passagem principal – Viale dell’Immenso – estão em plena floração.

Fotos: robyketti.tumblr.com | Belle Italy

A Villa se estende como um longo parque onde é possível deambular pelos seus amplos jardins adornados por estátuas, fontes e pequenos templos, adentrar suas grutas artificiais, se perder no roseiral e finalmente desembocar no Belvedere, a Terrazza dell’Infinito, com sua  dramática vista sobre o Mediterrâneo se desenrolando aos pés.

Fotos: Poesias Preferidas | Design Nack

Dona de uma vista igualmente impressionante, a Villa Rufolo foi construída por uma abastada família de comerciantes no século XIII, tendo sido recuperada no século XIX, após longo período de negligência, pelo botânico escocês Sir Francis Neville Reid, que se apaixonou pelas torres mouriscas e pelas suas surpreendentes e inigualáveis vistas.

Ravello

Fotos: Slow Italy | My Italy Trip

Magníficos jardins se desdobram em diferentes níveis e configuram, junto à vista para o mar, o ponto alto da Villa. Mar e céu servem de pano de fundo a enormes pinheiros mansos e a jardins de numerosas flores. Ao panorama do azul do Mediterrâneo, por si só inspirador, somam-se assim as infinitas cores do jardim. Essa paisagem pode ser ainda mais arrebatadora quando observada de uma das duas grandes torres da Villa.

Fotos: Pinterest I love Ravello | 2.bp.blogspot.com

A experiência fica completa se a todo este cenário juntarmos música. Não raras vezes os terraços de Villa Rufolo são palco de concertos de música de câmara e clássica, incluindo o famoso Ravello Festival. Apesar do acompanhamento imprevisível de ruídos estranhos, qualquer imperfeição para o ouvido é mais do que recompensada pelo espetáculo que confronta o olhos, quando o palco tem como cenários o Golfo de Salerno e a costa escarpada de Amalfi.

Fotos: ciaoamalfi.com | Home Sweet World

Agora, suba na garupa da Vespa porque a viagem continua. Até a próxima parada!

Um jardim para o inverno

Jardins de Inverno

Fotos: Décor Fácil

O inverno começou, trazendo novos ventos e possibilidades. Para aproveitar o melhor que a temporada tem a nos oferecer, que tal investir num jardim de inverno, ideal para ser acoplado ambientes internos?

Jardins de Inverno

Foto: Décor Fácil

A ideia é apostar num espaço verde como extensão de algum cômodo da sua casa, pode ser hall, quarto, cozinha ou banheiro, trazendo mais vida, iluminação e ventilação naturais ao ambiente interno. Uma espécie de oásis dentro de casa.

Jardins de Inverno

Fotos: Décor Fácil

Jardins de inverno podem assumir diversas formas e estilos, mas geralmente são espaços envidraçados (tanto paredes quanto cobertura), reservados ao cultivo de plantas. Podem ser pontuados por outros elementos decorativos e de recreação, tais como espelhos d’agua, pedras de diversos tamanhos, esculturas, bancos, espreguiçadeiras e redes de balanço, por exemplo.

Jardins de Inverno

Foto: Décor Fácil

Se você tem ou planeja vir a ter o seu próprio refúgio dentro de casa, saiba que a escolha das plantas é fundamental. Elas devem ser adequadas a ambientes fechados e, por isso, adaptadas a áreas de sombra. Desse jeito, você garantirá que o seu jardim não necessite de muita manutenção.

Jardins de Inverno

Fotos: Décor Fácil

Confira algumas espécies-chave para jardins de inverno: pacová, espada de São Jorge, lírio da paz, samambaia, bromélia, zamioculca, cactos e palmeira chamaedórea.

 

Natureza em forma

Fotos: La Stanza Vuota

Resgatado lá dos anos 80 e 90, o uso de fotografias enquadradas entre vidros sobrepostos voltou com tudo para invadir o mundo do décor. Dessa vez, além de fotografias e imagens em geral, os quadros de vidro estão recebendo folhas e flores prensadas.

Com perfume artsy e efeito delicado, que passeia entre o romântico e o minimalista, as peças podem ser dispostas brincando com a transparência do vidro a seu favor. Que tal tornar a decoração mais interessante através de sobreposições? Ou então apoiar os seus quadros em janelas? A luz vai deixar a estrutura das folhas, com suas texturas e nuances, mais evidente. Impossível não se encantar com o efeito da luz filtrada entrando na sua sala.

Quadros com plantas prensadas

Fotos: Revista Casa e Jardim

Dê preferência a folhas e flores de caules mais finos, para facilitar na hora de prensar, mas saiba que pode ser bastante inusitado na sua seleção, optando, inclusive, por espécies hortícolas, por exemplo. No entanto, lembre-se de que para montar um desdes quadros você precisa dessecar as folhas e/ou flores antes. Assim a planta não vai libertar fluídos, manchando as placas de vidro e até apodrecendo dentro delas.

Para preparar as folhas selecionadas, limpe-as com um pano úmido, corte-as no tamanho desejado, aplane-as com um rolo de massa e coloque-as entre dois pedaços de tecido de algodão ou folhas de papel vegetal. Para que fiquem corretamente dessecadas, coloque-as embaixo de alguns livros pesados e depois da primeira semana, se necessário, substitua o tecido ou as folhas de papel. Retire-as ao final de mais duas ou três semanas.

Quandros com plantas prensadas

Fotos: Revista Casa e Jardim | Blog Lovin

Agora é só dispor os elementos que preparou em uma ou mais placas de vidro e sobrepor a cada uma delas outra placa com as mesmas dimensões. Para fixar as duas placas de vidro, que devem estar perfeitamente alinhadas, use prendedores de papel ou uma moldura.

Leve mais verde para sua parede!

Orquídeas raras

 
Formas variadas, perfume inebriante, cores diversas. As orquídeas encantam pela sua diversidade e beleza. Algumas delas pertencem a uma das maiores famílias botânicas existentes, mas são tão raras que poucas vezes foram vistas. Fetiche de colecionadores orquidófilos, algumas até mesmo foram dadas como extintas da natureza. Saiba mais sobre algumas delas:

Cattleya walkeriana

Orquídeas raras

Foto: minhasplantas.com.br

Venerada por aficionados por orquídeas, essa espécie nativa brasileira exibe perfeita e equilibrada simetria em sua forma, além de uma coloração excepcional. Por ser considerada em risco de extinção, cada exemplar da espécie chega a custar R$ 1.500 e alguns de seus híbridos, em particular a Cattleya walkeriana ‘Feiticeira’, pode facilmente chegar a valer R$ 3.000.

Cattleya schilleriana

Orquídeas raras

Foto: pinterest.com/pin/457326537151148301

Endêmica do Espírito Santo, aqui no Brasil, esta belíssima espécie se encontra, atualmente, extinta na natureza. Este fato leva a um cuidado diferenciado no que toca ao cultivo de plantas remanescentes, bem como à permanente tentativa de reintrodução da espécie  em possíveis habitats. É também bastante procurada.

Fredclarkeara After Dark

Orquídeas raras

Foto: hybridorchid

Após múltiplos cruzamentos eis um híbrido de coloraçao negra. Essa orquídea é uma raridade entre as flores em geral, o que a torna objeto de desejo não só por parte de orquidófilos, mas de qualquer colecionador de plantas.

Paphiopedilum rothschildianum

Orquídeas raras

Fotos: pickanorchid.com/paphiopedilum-rothschildianum

Essa extravagante orquídea detém o lugar de mais rara e, consequentemente, mais cara dentro do gênero Paphiopedilum. As suas flores listradas lhe conferem uma aparência de joia rara.

Dendrophylax lindenii

Foto 9 e 11

Fotos: sforchid.com | leightonphotography

Delicadamente bela, é conhecida pelo nome comum de “ghost orchid” (em português, orquídea fantasma), porque não possui folhas, apenas raízes e flor. Que aficionado de orquídeas poderia não desejá-la?

Para lá de Marraquexe

Décor Marrakesh 1

Fotos: Gardens of Marrakesh

O que pode ser mais inebriante do que passear pelo clima árido e desértico, andar por uma imensidão de casas ton sur ton e de repente mergulhar num verdadeiro oásis, no meio da cidade. É assim no Marrocos, onde jardins dos sonhos se escondem onde menos se imagina.

Décor Marrakesh 2

Fotos: Gardens of Marrakesh

E é impossível não se transportar imediatamente para uma lenda entre esses jardins externos que despertam todos os sentidos nos mínimos detalhes. Os espaços são estudados para o deleite, combinando folhagens exóticas, flores perfumadas, fontes, luz, sombra, cores e formas nos desenhos típicos da cultura árabe.

Décor Marrakesh 3

Fotos: Gardens of Marrakesh

O interior dos Riads são verdadeiras miragens sempre surpreendentes. Enquanto não podemos ver ao vivo, viajamos nas inspirações do livro Gardens of Marrakesh de Angelica Gray. Vale incorporar trepadeiras para ornar janelas e divisões de espaço na casa, investir em plantas tropicais como minicoqueiros e bananeiras, mas também, claro… Vale ficar para lá de Marraquexe um dia!