A doce vida de Fellini

Dolce Vita | Fellini

Foto: divulgação/reprodução

“Marcello, come here”, chama Sylvia, a diva hollywoodiana com seu cabelo platinado descendo em cascata pelos ombros, até encontrar o decote voluptuoso do belo vestido negro, se refrescando num banho noturno na Fontana di Trevi. O jornalista italiano encarnado com o charme de Marcello Mastroianni não pode fazer mais nada, a não ser se render e se juntar à americana numa das cenas mais icônicas da história do cinema.

E o mundo inteiro se rendeu à beleza hipnótica do elenco e da Roma eterna, exposta de maneira ao mesmo tempo crua e extremamente glamourosa, entre os personagens e mitos que permeiam a cidade, do Vaticano aos salões de dança onde tudo pode acontecer. E de fato quase tudo acontece, no importante filme do mais emblemático diretor italiano, Frederico Fellini.

Dolce Vita | Fellini

Foto: divulgação/reprodução

O roteiro, que também tem o dedo de outro dos maiores cineastas italianos, Pier Paolo Pasolini, explora uma geração que se entrega ao hedonismo, numa vida que se arrasta entediada entre grandes festas, expectativas e estrelas de cinema, mas que ganha perfume noir e profundidade através do jogo de luz e sombra da fotografia em P&B e de acontecimentos inesperados, que denunciam feridas escondidas pela superficialidade.

“La Dolce Vita” é daqueles filmes que gostaríamos de viver dentro. E que nunca mais se esquece:

De canção em canção

Terrence Malick

Imagens: divulgação/reprodução

Os filmes do diretor americano emblemático Terrence Malick são sempre contemplativos, entre recortes preciosos de imagens fragmentadas, tempos que não são precisos e planos belos, belíssimos. E também sempre chamam atenção pelo elenco.

Terrence Malick

Imagens: divulgação/reprodução

Se tem alguém que consegue criar um casting épico, é Malick, que já juntou Brad Pitt, Sean Penn e Jessica Chanstain. Agora, em De canção a canção, em cartaz desde ontem, dirige um quarteto para lá de interessante, composto por Ryan Gosling, Rooney Mara, Michael Fassbender e Natalie Portman, com participações de Christian Bale e Cate Blanchett. Chegamos a ficar sem fôlego.

Terrence Malick

Imagens: divulgação/reprodução

E como o filme é uma jornada pela indústria musical americana, claro, da forma nada linear do diretor, ainda guarda aparições de Patti Smith, Iggy Pop, Lykke Li e Florence Welch, entre as cenas em festivais, estúdios e outros cenários de Austin, no Texas.

Parece um bom jeito de passar o fim de semana com os pés para cima!

Doa a quem doar

Doação de livros

Imagem: divulgação

Desde cedo que se cria um leitor, é rara a criança que não se apaixona pelos livros se incentivada desde pequenas com esse belo hábito, que favorece a educação, a imaginação e um entendimento mais amplo e generoso da vida e do mundo.

Se você é uma dessas mães que adora apresentar livros e já percebe o brilho nos olhos do pequeno ao passar pelas novas páginas, temos uma dica esperta.

Doação de livros

Imagens: reprodução

Sem fins lucrativos, o site Livro Sem Apego visa aproximar e favorecer a troca entre quem quer doar e quem quer ganhar novos livros. Uma ideia para lá de simpática e econômica para essa paixão virar rotina.

Os livros são oferecidos na página, e os interessados podem escolher à vontade. Depois o site facilita a aproximação entre doador e interessado, que a partir de então só vão precisar organizar a logística da entrega.

Também existem livros de adulto circulando, uma ótima oportunidade para todo mundo que ama ler e que não consegue passar batido por um bom livro. Também um espaço bem bacana para você fazer circular aquela obra que te tocou.

É só doar!

Amor ao cinema

Cinema Paradiso

Imagem: reprodução

A Itália nos inspira não apenas por suas beleza encantadora e gastronomia de dar água na boca. O cinema italiano é um passeio por todos os sentidos, geralmente trazem divas exuberantes, histórias marcantes e cenários deslumbrantes, como costuma ser qualquer cantinho da Itália. Outras vezes trazem histórias singelas e emocionantes, daqueles que a gente nunca mais se esquece.

Cinema Paradiso

Foto: reprodução

Hoje é dia de estreia de uma nova editoria dedicada à 7ª arte italiana. Para começar, o filme que dá nome a essa linda homenagem: Cinema Paradiso, uma declaração de amor do cinema ao próprio cinema, em uma história divertida e comovente. O filme de 1988 narra a amizade improvável entre o menino Totó e o Alfredo, projecionista do pequeno cinema local, unidos pela paixão aos rolos de filme que são projetados na misteriosa tela, revelando amores, aventuras, lágrimas e risos.

Cinema Paradiso

Imagens: reprodução

O que começa com estranhamento entre o mau-humorado Alfredo e o curioso Salvatore, se transforma na cumplicidade de uma relação paternal cheia de sabedoria e afeto, enquanto o pequeno descobre a magia dos filmes e aprende o ofício do mestre, na Sicília do final dos anos 40.

Mas paramos por aqui, afinal, quem não viu o filme não deve perder mais um minuto antes de descobrir essa pérola do cinema italiano, a primeira das que mostraremos aqui Na Filó. Luz, câmera, ação:

Quem é o culpado?

Expresso da Meia Noite

Imagem: reprodução/divulgação

Um dos mistérios mais clássicos do mundo está para ganhar as telas do cinema e por aqui já estamos animadas, mas veja só se não temos razão.

Assassinato no Expresso Oriente, o livro de mistério mais famoso do mundo, escrito pela inglesa Agatha Christie em 1934, acaba de ganhar sua segunda grande refilmagem e mais uma vez o elenco é de cair o queixo.

Expresso da Meia Noite

Imagem: reprodução/divulgação

Se na primeira versão do filme de 1974 atores do quilate de Ingrid Bergman, Lauren Bacall, Sean Connery, Jacqueline Bisset e Anthony Perkins interpretaram os mais famosos suspeitos da história da literatura, dessa vez o elenco estelar reúne Johnny Depp, Michelle Pfeiffer, Penélope Cruz, Judi Dench, Willem Dafoe e Daisy Ridley entre os passageiros do trem.

Expresso da Meia Noite

Imagem: reprodução/divulgação

O pepel do detetive belga Hercule Poirot ficou com o britânico Kenneth Branagh, que também é o diretor do filme. E se isso ainda não causou nenhum entusiasmo em você, espere só até ver o trailer:

https://www.youtube.com/watch?v=8dWJlkHN7rc

Expresso da Meia Noite

Imagem: reprodução/divulgação

A estreia está marcada para novembro, mas até lá, que tal ler ou reler o livro, que marcou para sempre a história do suspense mundial? Uma boa dica para ficar de pés para cima!