BEM-VIVER

Mão na massa

Gastronomia italiana
Foto: Eataly

Pegando um gancho no post anterior sobre dieta italiana, vamos explorar um dos pratos mais típicos da Itália: as massas! Quais podem, quantas vezes na semana, com que molhos, existem opções menos calóricas? Quais as mais indicadas? Integral, sem glúten, tradicional, com ovos, sem ovos? São tantas opções que as pessoas tendem a generalizar: “massa engorda e ponto final”, mas não é bem assim. Reparem, os italianos costumam ser esbeltos e saudáveis. Então como incluir as massas em nossas vidas sem comprometer a saúde e a estética?

Gastronomia italiana
Foto: Italian Feelings

Primeiro precisamos identificar se você possui algum tipo de intolerância às proteínas do trigo e como dito anteriormente mais de 80% da população possui algum nível de sensibilidade ao glúten e se sentem muito melhores quando cortam o trigo de suas vidas. Se você faz parte desse grupo vai se animar em saber que existem diversas opções gostosas para o trigo como as massas feitas de arroz, milho, quinoa, grão de bico, trigo sarraceno (apesar de conter trigo no nome é livre de glúten) e até massas feitas de feijão. São muitas marcas oferecendo as mais variadas opções e a grande maioria muito agradável ao paladar. As massas de milho e arroz por exemplo, podem ser facilmente confundidas com as massas tradicionais por sua textura e sabor.

Gastronomia Italiana
Foto: Italian Feelings

Outro alimento conhecido pelo seu poder alergênico é o ovo. Apesar de saudável, pessoas alérgicas devem evitar massas que contenham ovos. Já a versão integral geralmente contém glúten e apesar de ser rica em fibras (o que aumenta a saciedade e o funcionamento intestinal), só é indicada para aqueles 20% restantes da população (que não apresentam intolerância ao trigo).

No geral, diabéticos devem evitar seu consumo, afinal quase todas as massas contêm muito carboidrato, nutriente de difícil metabolização pelos diabéticos. Nesse caso sugiro as versões feitas com palmito, cenoura e abobrinha. Basta cortar os vegetais em formato de macarrão, para agradar o visual e adicionar uma das opções de molho sugeridas a seguir.

Gastronomia italiana
Foto: Italian Feelings

Por mais que a praticidade seja sedutora, os molhos industrializados (light ou não) devem ser evitados. Os melhores molhos sempre serão aqueles feitos com ingredientes naturais, como verduras, carnes magras, ervas, especiarias e azeite de oliva. Não é novidade que o molho de tomate é a opção mais magra e saudável pois além de nutritivo é extremamente magro. Boas variações são:

1) Molho ao sugo (com tomate, alho, cebola, azeite e manjericão);

2) Bolonhesa (molho de tomate caseiro acrescido de carne moída e vinho tinto seco – para uma versão mais magra basta fazer sem vinho);

3) Alho e azeite (no lugar do óleo);

4) Frutos do mar (feito com tomate, alho, lula, camarão, mexilhão e vôngoli. É uma opção magra e nutritiva – pessoas com alergia a frutos do mar devem evitar, claro);

5) Pesto (feito com manjericão, alho, azeite e pinoli, que pode ser substituído por amêndoas, castanhas ou nozes – para diminuir calorias, colocar menos quantidade da oleaginosa escolhida);

6) A siciliana (feito com tomate, berinjela, alho, manjericão e ricota. É saudável e magro);

7) Funghi (feito com cogumelos secos e molho branco. É um molho calórico e deve ser evitado);

8) Os típicos molhos Branco e Quatro Queijos também devem ser evitados pois além de muito calóricos são menos saudáveis – para deixá-los mais magros podemos utilizar leite desnatado e ricota na hora de cozinhar o molho e, no final, ralar pouco parmesão para um sabor final, mas sem exageros, claro).

O último cuidado que recomendo para quem aprecia uma boa massa é consumi-la entre 1 e 2 vezes por semana. Desta forma o prazer à mesa estará alinhado à saúde e sem comprometer a estética. Buon appetito!

 

 

 

  • Tags

  • Afinal, o que é isso?
    18.06.2018 • Bem-estar
    Durante a coleção Clube 21, fizemos uma série de entrevistas com espec...
    saiba mais
  • Ayurveda: afinal, o que é isso?
    13.06.2018 • Bem-estar
    Certo dia, Laura Pires acordou e se deparou com a visão periférica do ...
    saiba mais
  • Ao natural
    11.06.2018 • Bem-estar
    É chegado o momento do ano que você olha para o seu cabelo e acha... <...
    saiba mais
  • compartilhar post

    posts relacionados

      MARIA FILÓ © 2017 Todos os direitos reservados.