A Grande Beleza de Sorrentino

A Grande Beleza de Sorrentino

Épica, festiva, apoteótica e bela, a Itália voltou a encher os olhos de todo mundo ao ser retratada em toda sua grandiosidade e opulência em um dos melhores filmes dos últimos anos. A Grande Beleza não esconde a que veio ao mostrar a rotina nada ordinária de um escritor sessentão em suas andanças pela mais alta e fina boêmia de Roma.

A Grande Beleza de Sorrentino

O hedonista Jep Gambardelli é grande flâneur na própria vida, cambaleando entre festas inesquecíveis, belas mulheres e cenários escandalosos, enquanto escreve como crítico de arte para um jornal, depois de alcançar a fama através de um único livro. É difícil não se render ao carisma do personagem, que destila ironia e charme pelo universo pretensioso e muitas vezes vazio do mundo da arte e da alta sociedade italiana, enquanto encara um momento de crise pessoal.

A Grande Beleza de Sorrentino

Escrito e dirigido por Paolo Sorrentino, A Grande Beleza tem perfume de homenagem à Doce Vida de Fellini e A Noite de Antonioni, questionando o quanto a beleza e toda felicidade que cercam as delícias e prazeres da vida podem esconder nas profundezas grande vazios existenciais.

A Grande Beleza de Sorrentino

No mais, o filme se trata de um deleite sensorial completo, imperdível, como as grande obras italianas. Ou como a Itália em si!

 

  • Tags

compartilhar post

posts relacionados

    MARIA FILÓ © 2017 Todos os direitos reservados.