Medicina da Consciência

Imagens: Instagram Medicina da Consciência

Que para cuidar da nossa saúde precisamos ir muito além do corpo físico, não é nenhuma novidade, já faz anos que ouvimos sobre a importância da mente sã para o corpo são. Mas na correria do dia a dia é mais que normal que deixemos o equilíbrio de lado seguindo uma rotina cheia de pequenos hábitos nenhum pouco saudáveis, que só percebemos mesmo quando o corpo começa a reclamar, através de dores, doenças crônicas e outros sintomas nada confortáveis.

Medicina da Consciência

Imagens: Instagram Medicina da Consciência

Mas que tal ao invés de só olhar para dentro quando alguma coisa vai mal, começar a cuidar o quanto antes do corpo, da alma e da mente, de forma integrada, para que as coisas possam fluir em harmonia e pleno equilíbrio, evitando que alguma coisa na nossa complexa engrenagem saia do lugar?

Essa é a proposta da Medicina da Consciência, que combina as medicinas ocidental, funcional e natural através da prática do yôga, da meditação e da alimentação ayurveda, trazendo uma modificação sutil e ao mesmo tempo uma reestruturação total das nossas energias para ajudar o corpo físico a se restaurar.

Medicina da Consciência

Imagens: site Medicina da Consciência

Criada pela Carolina Presotto, médica e dermatologista formada em ayurveda e yôga na Índia, a Medicina da Consciência trabalha com terapias integrativas para melhorar nossa pele, qualidade de vida, hábitos e padrões, de dentro para fora.

Pois a receita da saúde plena está em um só lugar: dentro de você!

Como misturar cores na decoração

Fotos: Luxury London | Living at Home)

Cansada da vida morna, das mesmas cores ou do velho ton sur ton? Ou já planejando aquela renovada de astral que o ano novo acaba sempre instigando em nós, pensando em mudanças simples e práticas que podem trazer outro astral para sua vida e pro seu lar.

Como misturar cores na decoração

Imagens: Decorators Notebook | Residense

A proposta aqui é ousada, mas nem por isso menos elegante. Aliás, pelo contrário, são ideias bem chiques de combinações de cor que trazem um outro tipo de sofisticação ao décor, através de tons fortes e inesperados, mas que juntos dão muito samba.

Como misturar cores na decoração

Imagens: Tamsin Bradshaw

Verde floresta com magenta, azul petróleo com roxo, lilás com mostarda, ou que tal azul petróleo com verde, roxo com mostarda, azul turquesa com lilás ou laranja. São muitas possibilidades de tons intensos, poderosos – e improváveis – que acabam se combinando muito bem. Vale investir na cor das paredes em contraste com móveis de peso como mesa e sofá, deixando espaço para lustres mais claros e para flores, que fazem o contraponto de leveza e deixam a casa com ar de eterna primavera.

Como misturar cores na decoração

Fotos: Sofa Workshop | Home Styling

Outra ideia é coordenar a mesma cor forte em diferentes tons, criando um ambiente monocromático e cheio de personalidade, acompanhado por detalhes em cores neutras e outros tons. É só escolher as que tem mais a ver com sua personalidade.

Uma sugestão para que 2018 vibre em outra frequência, afinal, quem não gosta de mudar?

 

Black Friday

Começou a Black Friday por aqui. Peças selecionadas com até 50% OFF para você atualizar seus looks, garantir aquele presente de Natal, começar o verão com pé direito e armário renovado. Aproveite enquanto é tempo!

Todas as lojas participam, com exceção de Roraima. Garanta a sua peça aqui.

Confira regras: peças selecionadas da coleção de Primavera 17. Não cumulativa com outras ações, promos e desconto de aniversário. Válida até dia 26 de novembro.

Jardins italianos

Foto: anamaddock.com

Passeando entre o mar e a montanha italianos, sempre dá tempo (e vontade) de conhecer um pouco mais sobre seus românticos jardins. Quem vem?

Fotos: visittivoli.euairimatges.files.wordpress.com | greenparkmadama.it/en/rocaille.it

Topiária, flores, muitas frutíferas, terraços em diferentes níveis, templos, grutas artificiais, estátuas e, claro, a presença obrigatória da água caracterizam o típico jardim italiano que incorporou, no traçado geométrico, o calor do mediterrâneo e rompeu com a excessiva formalidade de outros estilos.

Jardins italianos

Foto: civitavecchiaport.org

A topiária aparece de forma parecida com o estilo francês, mas com menor rigidez. Cercas vivas conduzem o visitante a pontos de contemplação principais dentro do jardim, com vistas panorâmicas quase sempre memoráveis, como acontece na Villa Cimbrone e Villa Rufolo ou, muito frequentemente, culminando em espaços com a água como protagonista em fontes, chafarizes ou espelhos d’água.

Fotos: civitavecchiaprivatetransfer.com | Riccardo – Creative Coomons  | borghesegardens.com | forums.superherohype.com

Muito comuns também são os jogos de água. Villa D’Este, em Tivoli, é um ótimo exemplo de como esses eles acontecem dentro do jardim italiano, além de ser considerado obras-prima dentro do maneirismo, estilo em que se enquadra.

Jardins italianos

Foto: theslowpace.com

Aos jogos d’água somam-se o design de floração e de folhagem (perene e caduca) de uma exuberante e variada vegetação, que provoca uma constante transformação do jardim italiano ao longo do ano, explodindo em cores na primavera. À paleta floral se junta as nuances cromáticas das frutas de cada estação – macieiras, romãzeiras, laranjeiras e limoeiros são algumas das árvores frutíferas mais comuns nos jardins de estilo italiano.

Fotos: theslowpace.com + fondoambiente.it

Outra característica destes jardins são os terraços organizados em diferentes níveis, oferecendo diversas experiências e perspectivas dentro do jardim. Caramanchões, arcos, grutas artificiais, templos mitológicos, estátuas de ninfas e deuses, além de outros elementos ornamentais que  também surgem como protagonistas.

Jardins italianos

Foto: travelingintuscany.com

Tudo bem que fica difícil trazer tamanha grandiosidade para casa, mas vai dizer que não é uma belíssima inspiração? Ou para já escolher o destino da sua próxima viagem, quem sabe até casar com um cenário desses, puro sonho!

Brincadeira de criança

Foto: Play Well Africa

Começou como uma brincadeira, aos 6 anos o menino Micah pediu ao pai mais um Lego e ouviu aquele sermão que todo mundo conhece: você já tem muito brinquedo, sabia que tem criancinhas sem nenhum?

Brincadeira de criança

Foto: Play Well Africa

Ele não sabia e ficou chocado ao entender que tinha privilégios e que nem todas as crianças tinham as mesmas oportunidades, um lar bacana e uma caixa cheia de Legos. Poderia ter ficado por aí, mas Micah Slentz não se conformou e decidiu colecionar peças avulsas entre seus amigos. Até que chegou uma hora quando a cidade inteira ajudou o menino a juntar peças que andavam perdidas pelas casas.

Brincadeira de criança

Foto: Play Well Africa

E assim nasceu o projeto Play Well Africa, da empatia de um menino em saber que toda criança tem direito à brincadeira. Hoje muitas crianças em países como Kenya, Uganda e Botswana podem construir barcos, casas, carrinhos e o que mais a imaginação deixar com muitas pecinhas do brinquedo que não param de chegar através da iniciativa de Micah.

Brincadeira de criança

Foto: Play Well Africa

Mas não bastou ter tido a ideia, ele fez questão de ir pessoalmente entregar os brinquedos, visitando escolas, casas e orfanatos para levar diversão aos pequenos. Uma ideia inspiradora que pode tirar qualquer um da zona de conforto, vale pensar em alguma coisa bem pequena que pode se transforma numa grande diferença. Como uma pecinha de Lego.