Linhas cruzadas: passado e presente

Xadrez vichy

Fotos: divulgação/reprodução

Deus criou a mulher, e ela estava usando o xadrez vichy. A estampa se eternizou no corpo da musa Brigitte Bardot nos anos 50, que de tão apaixonada pela padronagem, chegou a se casar com um vestido nesse estilo de linhas cruzadas que alternam algum tom com o infalível branco.

Batizado com o nome da cidade francesa onde nasceu, o vichy foi adotado por outras musas durante as décadas, trazendo um ar fresco, e aparece numa deliciosa reviravolta esse ano, ganhando as ruas em peças que combinam o perfume retrô com modelagens mais contemporâneas, uma senhora mistura que ganha novas asas por aqui.

Xadrez vichy

Fotos: Charlotte Lucie | Steal the Look

O vichy já aparece pontuando peças-desejo no Preview da nossa nova coleção, trazendo um gostinho mediterrâneo para a próxima primavera. A estampa ao mesmo tempo que é uma viagem no tempo, um passeio por uma época de divas eternas, segue se renovando e permanece atemporal. Afinal, além de brilhar sozinha em vestidos lindos e leves, e em saias e blusas combinadas com básicos, ela também se dá muito bem com estampas tropicais, deixando tudo mais divertido.

Xadrez vichy

Fotos: Hola Fashion | Haper’s Bazaar

Um passagem sem volta rumo a um verão eterno nas praias mais bonitas do mundo, de onde você estiver!