Diana Krall

Diana Krall

Foto: divulgação

Seguimos contando a história das grandes divas do jazz através de uma cantora que sai um pouco da rota tradicional, mas nem por isso encanta menos. Nascida do Canadá, Diana Krall cresceu num ambiente musical, seu pai costumava tocar piano em casa e a mãe contava no coral da cidade, sendo possível imaginar uma rotina familiar deliciosa e para lá de inspiradora.

Não deve ter sido difícil para ela desde cedo decidir seu caminho. Já com 4 anos de idade ela tocava piano e por volta dos 15 dava canjinhas em restaurantes locais. Logo Diana iniciaria seus estudos como bolsista na prestigiada Berklee College of Music, em Boston, conhecida como a melhor faculdade de música do mundo e frequentada por músicos como Quincy Jones, John Mayer e Chaka Khan.

Diana Krall

Fotos: divulgação

Em 1993, Diana Krall lançou seu primeiro disco e não demorou para sua voz suave e ao mesmo tempo potente chamar a atenção do público. Seu terceiro álbum, dedicado ao ícone Nat King Cole, já recebeu uma indicação ao Grammy e a tornou sucesso mundial.

A cantora também acerta em belas parcerias, brilhou em shows com Tonny Bennett, duetos com Ray Charles, produziu um disco de Barbara Streisand, além das canções com seu marido, o músico inglês Elvis Costello.

Diana também tem uma história de amor com o Rio de Janeiro e a bossa nova (quem não tem?). Por isso, encerramos esse post com um delicioso passeio pelo Jardim Botânico.

Com vocês, Diana Krall: