Imagens: BBC

A Finlândia anda reavaliando seus conceitos educacionais e reformando prédios para levar ainda mais liberdade ao ambiente escolar. E eles sabem o que estão fazendo.

Um dos países com os melhores resultados do mundo, já faz tempo que a Finlândia se tornou referência em educação de qualidade aliando jornadas escolares mais curtas, poucas tarefas e provas, e adiando a alfabetização até que as crianças tenham sete anos de idade, que eles consideram uma idade mais madura para começar o processo de forma mais completa.

Imagens: BBC

E agora o país parte para uma reestruturação física das escolas, num projeto bacanérrimo que transforma o formato tradicional num ambiente mais fluido, flexível, amigável e agradável para o desenvolvimento e convívio escolar.

Escolas do futuro

Imagens: BBC

São prédios abertos com espaços multimodais, com paredes transparentes e divisórias móveis. Os ambientes incluem sofás, pufes e bolas de pilates ao invés das carteiras escolares tradicionais. Não há divisão clara entre os corredores e as salas, as aulas podem acontecer em diferentes espaços, de acordo com o conteúdo ou a vontade dos alunos e do professor.

Escolas do futuro

Imagens: BBC

Segundo os criadores das novas escolas, o plano aberto não é só um conceito arquitetônico, mas também um estado mental, que inclui as diferenças entre os alunos e seus diferentes processos de aprendizado, fazendo também com que eles se responsabilizem e participem mais ativamente da própria educação.

Escolas do futuro

Imagens: BBC

As crianças do amanhã prometem!

Imagem: Indy’s Child

Que seja saudável, que seja gostoso… e que seja um sucesso. Parece simples, mas não é nem um pouco fácil criar um lanche que seja apropriado para os pequenos, com altos valores nutricionais, sabor e que deixe as crianças com água na boca.

Imagens: Smashed Peas and Carrots | Another Lunch

Isso tudo sem contar o preço e o tempo para produzir toda a refeição, afinal, muitas vezes é uma missão diária, então também precisa ser prática para os pais criarem uma merenda que encante aos olhos e ao paladar. A coisa mais importante talvez seja criar um mix de comidinhas saudáveis, uma boa ideia é combinar frutas frescas, queijos, um sanduíche ou massa, castanhas e algum vegetal que faça sucesso na sua casa, como brócolis, tomatinho cereja ou minicenouras.

Imagem: Pop Sugar

Outra parte importante é o fator diversão, que tal usar formas fofas de biscoito para cortar o sanduíche, o queijo e as frutas em formatos de estrelinhas e corações? Também vale fazer as crianças participarem da montagem do lanche, tanto opinando no conteúdo como ajudando na confecção, embalando os sanduíches, lavando as frutinhas… apostamos que tudo vai ficar ainda mais apetitoso!

Imagem: Nutritious Life

E o toque final: vale deixar uma surpresa ou outra de vez em quando, um bilhetinho, um desenho fofo, algo que vai deixar os filhotes de barriga cheia e coração aquecido o dia inteiro.

Moda de criança

Vira e mexe caímos de amores por uma pequena fashionista, pois é difícil resistir ao combo criança fofa + estilo e bom gosto, sem parecer que existe uma mãe por trás montando os looks e forçando uma certa barra para a criança gostar de algo que de repente não seria tão natural.

Moda de criança

Instagram @coco_pinkprincess

E eis que descobrimos Coco, a garotinha japonesa de 6 anos, que os pais juram de pés juntos que é uma apaixonada por moda e natureza. Criada na loja dos pais, um brechó em Harajuku, a área mais cool de Tokyo, Coco tem mesmo um gosto muito particular. O vai e vem de clientes estilosos à sua volta pode ter sido uma ótima influência, não é mesmo?

Moda de criança

Instagram @coco_pinkprincess

Moderna até o último fio de cabelo, a menininha parece bem à vontade em looks que parecem criados por alguns dos melhores stylists do mundo e garante escolher as peças, as poses, as fotos e amar o que a mãe chama de “atividade pós-escolar”. Coco acabou caindo nas graças de várias figuras conhecidas no mundo da moda. Agora ela promete seguir os passos de uma outra menina que começou exatamente assim.

Moda de criança

Instagram @coco_pinkprincess

Tevi Gavison ficou famosa ao lançar seu blog de moda aos 11 anos; aos 12 já era vista na primeira fila de desfiles como Chanel. Hoje em dia a americana edita uma revista e continua fazendo sucesso não só com seu olhar, mas também com sua visão crítica e politizada sobre a moda.

E isso a gente apoia de montão, não basta criar uma minifashionista, é também importante mostrar desde cedo caminhos conscientes no consumo e na moda para educar meninas que não estejam preocupadas em se vestir bem, mas em usar a moda para passar uma mensagem.

Old is cool

Como antigamente | Fotografia

Fotos: Elwira Kruszelnicka

Crianças brincando num lago durante um tempo que parece não passar, brincadeiras inventadas, jogos feitos com giz na calçada, banhos de mangueira, o verão costumava trazer lembranças inesquecíveis.

Fotografia | Como antigamente

Fotos: Elwira Kruszelnicka

Até as crianças começarem a se voltar para os tablets e trocarem o tempo ao ar livre pelos corredores dos shoppings e a natureza pela televisão. Mas ainda é tempo, o verão se aproxima cada vez mais. Nossa sugestão é mudar esse repertório para criar novos vínculos entre a infância e o verão.

Como antigamente | Fotografia

Fotos: Elwira Kruszelnicka

Tudo partiu da fotógrafa polonesa Elwira Kruszelnicka e seu projeto Just Summer, que mostra crianças hoje em dia se divertindo de maneira genuína, como antigamente.

Como antigamente | Fotografia

Fotos: Elwira Kruszelnicka

A maioria de nós tem doces lembranças desses dias de sol e férias pelos quais esperávamos o ano inteiro. Apesar de no Brasil o sol não ser tão raro quanto na Polônia, vale a pena tentar recriar esse ideal de liberdade e alegria com os pequenos.

Como antigamente | Fotografia

Fotos: Elwira Kruszelnicka

Nem que sejam alguns dias no interior, numa praia bem tranquila, perto de um rio, sem luxo ou hotéis espetaculares, só mesmo a felicidade dos pés descalços. Podem ser dias transformadores para toda a família!

Como antigamente | Fotografia

Fotos: Elwira Kruszelnicka