Próxima parada:  paraíso

Próxima parada

Foto: Ir ou não ir

Nossa viagem segue, de cara para o vento, pela Costa Amalfitana. Desta vez, a vezpa fica estacionada porque o resto do percurso vai ser com o pé no chão, algures entre as localidades de Bomerano e Nocelle, e pertinho, muito pertinho, das nuvens.

Próxima parada

Foto: Ir ou não ir

E, já que nossa aventura começa em Bomerano, um vilarejo de Agerola, não vamos partir sem antes entrar em uma salumeria para comprar focaccia, presunto parma e um pouco de mozzarella fior di latte, um tipo de mussarela fresca famosa por estas bandas. Com o melhor sanduíche na mochila e achada a sombra da azinheira mais generosa da trilha, o almoço não será mais uma preocupação.

Próxima parada

Foto: Ir ou não ir

Agora, encha o peito e prepare o coração porque o Caminho dos Deuses – ou originalmente, Il Sentiero degli Dei – é entre subidas e descidas e a paisagem vai te deixar sem fôlego.

Próxima parada

Foto: Ir ou não ir

O cenário, que na primeira metade do percurso é de caráter mais rural e se desenrola em infinitos sucalcos repletos de vinhedos, hortas, plantações de limoeiros e pastos pontuados de ovelhas e cabras se transforma, na segunda metade do percurso, na típica “mancha mediterrânea” repleta de azinheiras, medronheiros, éricas e alecrins.

Próxima parada

Foto: Ir ou não ir

Quase 8 quilômetros de pura poesia – a cada nova perspectiva um brinde à beleza da costa italiana; Capri no horizonte do Mediterrâneo; morros sobrepostos a morros; terraços de plantações e pastagens que se desdobram em mil retalhos; conventos antigos perdidos em encostas verdejantes; vilarejos empoleirados em colinas, que ora se escondem ora se mostram entre as rugas nas montanhas; cheirinho a medronho, limão e mar.

Próxima parada

Foto: Ir ou não ir