O blog da Maria Filó

Como ser uma boa líder: veja dicas espertas

Ser mulher e estar inserida no mercado de trabalho é tarefa difícil. Agora, ser mulher e ocupar cargo de liderança em uma organização é ainda mais desafiador.

O papel feminino dentro de uma instituição ainda não foi compreendido pelo mercado de trabalho. Principalmente, pensando em mulheres líderes.

Mulheres no mercado de trabalho

Antes de mais nada, é importante fazermos uma reflexão a respeito do posicionamento feminino no mercado de trabalho.

Por muito tempo, nós mulheres éramos consideradas apenas como sexo frágil, sensíveis e donas do lar. Aos poucos fomos ganhamos espaço e, hoje, assumimos posições que antes eram ocupadas pelo sexo masculino.

Aqui entre nós, as mulheres se dedicam ao lar e ao trabalho com tanta disposição, força de vontade, dedicação e sabedoria, que de sexo frágil não temos nada, não é mesmo? Por isso, hoje nosso time de Gente & Gestão foca no poder feminino e dá dicas de como ser um boa líder.

Liderança pelo exemplo

Uma boa líder é aquela que todos querem seguir. Uma figura na qual todos se espelham. Liderar pelo exemplo é acima de tudo, inspirar confiança. Quem lidera pelo exemplo deve ter o comportamento que espera dos seus liderados.

 

 

O colaborador precisa se sentir parte da empresa. Essa missão começa com o líder. Então, antes de mais nada, ela deve integrar um novo integrante do time de maneira assertiva, demonstrando a missão e valores da empresa.

Uma boa líder deve transmitir positividade, criando entusiasmo e incentivando a vontade de crescer. Manter o equilíbrio e incentivar o processo de seguir em frente, encarando os obstáculos como aprendizado. Uma boa líder lidera pelo exemplo, não pela força.

Liderança humanizada

Conheça sua equipe, olhe individualmente para cada colaborador, entenda suas fraquezas e pontos positivos. Perceba o comportamento de cada pessoa que trabalha com você. Cada um tem suas particularidades, emoções e sentimentos completamente diferentes, isso em âmbito profissional e pessoal.

 

 

Liderar de maneira humanizada não é tarefa fácil. O que você precisa desenvolver em primeiro lugar é a empatia. Em cada situação se colocar no lugar do seu colaborador e entender que ele também tem objetivos e sonhos que pretende realizar.

O papel de uma líder humanizada não é mandar, mas sim direcionar, indicar o caminho e promover uma linha de crescimento para sua equipe.

Elogie sempre que vir algo diferente, inovador e assertivo. Você verá como isso fará a diferença. Reconhecer as boas práticas é tarefa da líder humanizada.

 

 

 

Conheça sua equipe

Pense que você possui um tesouro a sua frente, mas precisa explorá-lo. Então faça isso. Conheça sua equipe, entenda o que cada um tem de melhor e tenha sinergia com seu time.

Desenvolva habilidades daqueles que você sente falta e reconheça virtudes dos que se destacam. Esteja disponível e aberta a ouvir. Sua equipe será seu termômetro.

Nenhum de nós é tão bom quanto todos nós. Unidos e integrados, a equipe e a líder têm tudo para trilhar grandes caminhos na organização.

Ensino, treino e recompensa

Depois que você conhece os pontos fracos e fortes da sua equipe, é hora de ensinar, treinar e recompensar.

Ensine o caminho a seguir, trace metas e objetivos. Treine habilidades e competências. Entenda que você fará diferença no processo de desenvolvimento de cada membro da sua equipe.

 

 

Delegue após treinar. Confie no trabalho e reconheça um bom desempenho. Dinheiro nem sempre é a melhor maneira de recompensar. Muitas vezes o reconhecimento precisa ser algo dito. Um elogio faz toda diferença.

Transparência e sinceridade

Seja sempre transparente e sincera com sua equipe. Isso fará com que você supere barreiras que podem impedir o crescimento de todos.

Esteja de peito aberto para todos e aja com clareza. Essa é uma qualidade essencial para quem está na liderança. Sem transparência, você pode dar margem para circulação de informações e segredos ou erros de comunicação que podem acabar contaminando todo time. Isso fará com que o ambiente de trabalho se torno um lugar hostil.

 

 

Ganhe a confiança dos seus liderados e a relação será saudável e mais simples. Esse é um exercício constante.

Feedback constante

Seus liderados precisam saber se estão no caminho certo. Esse é o seu papel como líder.

Tenha sempre canal aberto para apontar pontos positivos e a desenvolver. Faça do feedback um momento de troca, onde você também ouve o que todos têm para dizer de você.

 

 

Dê o feedback da maneira mais humana possível. Pensando que seu colaborador pode estar trilhando um caminho que ele acredita ser promissor. Ouça com atenção e trace um plano de ação.

Construa o futuro com seu time. Feedback pode ser realizado em pequenos momentos, sem necessariamente ser marcado ou durante uma reunião. Esteja sempre atenta.

Mulheres que inspiram

Seja uma líder que inspira. Dê o seu melhor e seja espelho para sua equipe. Em um mercado tão competitivo, é necessário ser diferente, fazer diferente. Nós mulheres ganhamos nosso espaço e precisamos ser reconhecidas pelo trabalho que fazemos.

 

Acredite em si mesma, inspire confiança e incentive outras a acreditarem e sempre lutarem por seus sonhos e objetivos.

Não tenha medo

Uma boa líder não tem medo de experimentar. É preciso testar novas formas para saber o que funciona e o que pode ser feito diferente. Ouse e incentive seu time a fazer o mesmo.

Não tire conclusões precipitadas

Isso vale para qualquer boa profissional. Não crie cenários inexistentes na sua cabeça. Trabalhe apenas com dados concretos e busque as melhores formas de lidar com a realidade. Isso inclui não levar nada para o lado pessoal. Achou aquela pessoa diferente com você? Pergunte para ela o que houve. Antes de mais nada, profissionais são humanos e não máquinas. Ninguém quer perder craques por falta de comunicação, não é mesmo?

Busque sempre se atualizar

Não apenas sua equipe, como você também, devem estar sempre se atualizando e trazendo boas ideias. Com grandes cargos vêm grandes responsabilidades. Então mantenha-se sempre aprendendo e inspirando sua equipe a se renovar, além de trazer novas sugestões de melhoria.

 

 

Pode ser muito frustrante para um profissional ter ótimas ideias e todos os créditos ficarem com a líder. Isso é muito comum. Funcionários querem, com toda a certeza, ser reconhecidos por seus insights.

Fuja dos clichês

Quem nunca ouviu falar “eu não gosto de trabalhar com mulher”? Há um estigma que mulheres são desequilibradas, mudam de humor e de ideia toda hora. Então, vamos mostrar que isso é preconceito. Sejamos assertivas, sempre tomando cuidado com nosso jeito de falar.

Para serem respeitadas, muitas de nós acabam caindo no erro de ter uma fala mais agressiva. Para ser ouvida, você não precisa (nem deve) se expressar de forma autoritária e deselegante. Por isso, dose sempre seu tom. Seja impecável no uso da palavra. Gentileza gera gentileza!

Tente ser otimista e leve

Assim, você estimula a sua equipe a sempre pensar positivo e trabalhar pelos melhores resultados. Busque espalhar leveza e bom humor, mesmo nos dias difíceis. Não é tarefa fácil, mas pode transformar o clima ao seu redor.

Direcione seu time

Mostre o caminho a seguir, deixe claro o que espera de cada pessoa e dos próximos passos. Tente fazer planejamentos a longo prazo, criar metas e converse junto com sua equipe como todos juntos podem alcançá-las. Dar exemplos concretos do que pode ser feito para tal.

 

 

Criar um direcionamento vai ajudar sua equipe a saber o que você espera dela, além de contribuir para os resultados do seu trabalho como líder. Assim, todos ficam alinhados e na mesma página.

Dê autonomia

Busque centralizar menos as atividades e mostre que você confia na sua equipe. Autonomia vai levar as pessoas a confiarem mais nos seus próprios trabalhos e, assim, você poderá se concentrar em projetos maiores. Inspire independência, sempre que possível.

Lute pelos seus funcionários

Eles são seu maior tesouro. Por isso, não espere o medo de perder para valorizar. Mostre que se importa com cada um deles e que não mede esforços para vê-los se desenvolvendo junto à empresa.

Antes de entrar alguém novo, pergunte se algum funcionário gostaria de ocupar aquele cargo. É importante saber para onde cada funcionário quer caminhar, mesmo que aquele não seja o momento certo para uma pessoa mudar de função. Nesse caso, você pode, por exemplo, explicar que acha que ainda falta experiência para ela assumir tal responsabilidade, mas que você aposta no talento dela e vê um futuro promissor pela frente.

 

 

 

Observe e comunique-se

Acima de tudo, converse, troque, esteja disponível. Pesquise, por exemplo, sobre formas de desenvolver sua escuta ativa. Esteja presente, mostre-se toda a ouvidos. Comunique-se com clareza, tente não confundir seu funcionário. Observe cada um e tente expor ideias de como o trabalho daquela pessoa pode evoluir.

Quando uma nova pessoa entrar, sente com ela para mostrar como funciona a empresa e quais são seus valores, missão, cultura e visão. Analise fluxos de trabalho, faça ajustes se necessário e redistribua funções. Busque não sobrecarregar para ninguém ficar desestimulado. Assim como o oposto, note se alguém está ocioso.

 

 

Lembre-se: você não é melhor que ninguém

Por fim, mas não menos importante, não caia no erro de achar que cargos maiores significam superioridade. Você tem muito a aprender com seu time. Por isso, escute sempre, mesmo que não concorde. Sua função é indicar direções e inspirar. Mais que chefe, busque ser líder. Não confundir, mas simplificar. Ser uma facilitadora, mesmo desafiando sua equipe a melhorar. Ajudar, trabalhar em equipe.

  • Tags

  •     Muito se fala hoje sobre autoconhecimento, não é mesmo? ...
    saiba mais
  • Xô, ambiente de trabalho tóxico
    08.09.2020 • Trabalho
      Já se foi o tempo que associávamos saúde somente ao nosso estad...
    saiba mais
  •   Cuidar da casa, de você mesma, das relações, estudar, fazer exe...
    saiba mais
  • compartilhar post

    posts relacionados

      MARIA FILÓ © 2017 Todos os direitos reservados.