O blog da Maria Filó

Objetivos financeiros: quais são os seus?

Gostamos de algumas obviedades quando o assunto é dinheiro. Vamos começar o texto com uma: para sabermos onde a gente quer chegar, precisamos saber onde estamos. É a mesma lógica do Waze ou de um mapa para quem for mais analógica. Estabelecer um ponto de partida para suas metas e objetivos financeiros é mais do que necessário.

Todas as direções e caminhos estão descritos ali. Mas se não sabemos a nossa localização, pouco importa se o próximo passo é à direita ou à esquerda. Então para saber por onde começar a se organizar financeiramente, é preciso saber onde está a nossa vida financeira.

Entenda sua vida financeira

E quando falamos de sabermos onde estamos, é quase um check-up médico mesmo. Precisamos vasculhar os serviços financeiros que temos e usamos. Saber quanto custam, saber quais investimentos já temos, quanto estão rendendo, sabermos se temos dívidas e quanto estão custando. Precisamos estar conscientes de tudo isso para podermos pensar se tem algo que precisa ser mudado.

Então, vai desde entender o quanto a gente ganha – olha aqui mais uma obviedade que precisa ser dita – até os custos da nossa conta no banco, do cartão de crédito. Vale observar se usamos todos os serviços financeiros que temos contratados (seguros, transferências, idas ao banco para falar com gerente, etc). Com esse panorama geral em mãos, com certeza já teremos várias possibilidades de rotas a serem traçadas, mas não vamos parar por aqui né?

O que te move?

Não adianta só saber onde estamos. Tão importante quanto a localização atual é sabermos para onde queremos ir e o que nos move. O que faz nossa vida ter sentido. Pergunte-se por que você quer acumular seu patrimônio. Faça isso repetidas vezes até chegar ao que realmente te emociona, o que faz seus olhos brilharem. Você chegou ao seu porquê. Com ele em mente sempre, tudo fica mais fácil no seu planejamento financeiro, porque você vai precisar fazer escolhas.

É um processo de autoconhecimento mais do que qualquer coisa e justamente por isso, ele será feito e refeito muitas vezes ao longo da vida, porque a gente muda e nossos objetivos e porquês também. Então nada mais natural do que o nosso planejamento também acompanhe essas mudanças. A única certeza que a gente tem quando começa a planejar é que o planejamento vai mudar. Muitas vezes. E está tudo bem.

Tenha seus macro-objetivos em mente

O próximo passo é pensar em três macro-objetivos que te levarão ao seu grande porquê. Três objetivos que sejam “degraus” para você conquistar o que faz seus olhos brilharem. Se a gente olha só para aquele objetivo grande que parece distante, é mais difícil pensarmos no que precisamos fazer hoje para alcançá-lo.

Com esses objetivos distantes, às vezes vem uma sensação de que está tudo bem deixar para depois, que podemos começar amanhã, podemos esperar o próximo bônus ou aumento. Precisamos conseguir quebrar essa grande barreira em criar objetivos menores para torná-los palpáveis no cotidiano – é no dia a dia que está o verdadeiro segredo.

Ainda temos muito para falar sobre esse assunto e os próximos passos, mas acreditamos que já tem reflexão demais pra ser feita por aqui hoje. Olhar para as nossas finanças é um processo de reflexão que leva tempo, então não queremos ter pressa e queremos deixar um recado final que é essencial para esse processo: seja gentil com você mesma. Seja paciente, seja generosa e olhe apenas para a frente. Vamos juntas.

  • Tags

  • #Finanças
  • #Investimento para mulheres
  • #Organização financeira
  • Desculpe o transtorno: coração em obras
    31.03.2020 • Comportamento
      Ao lado da minha casa, escuto barulho de obra. Eis que percebo ...
    saiba mais
  • O que fazer com crianças em casa
    25.03.2020 • Comportamento
      Energia sobrando por aí? É hora de abusar da criatividade e ent...
    saiba mais
  • 5 dicas para fazer home office
    18.03.2020 • Comportamento
    Tudo muda o tempo todo com muita rapidez. Surgem novas formas de se fa...
    saiba mais
  • compartilhar post

    posts relacionados

      MARIA FILÓ © 2017 Todos os direitos reservados.