O blog da Maria Filó

na viagem

Um tour gastronômico por Paris

Paris é uma das cidades mais visitadas do mundo e sua culinária certamente faz parte dos roteiros da maioria dos turistas. Listo então, aqui, algumas dicas de onde comer na minha cidade preferida.

O melhor crepe

Uma portinha na rua Francs Burgeois, no coração do Marais, oferece um dos melhores crepes de Paris, bem fininhos, leves e no formato quadrado, menos habitual.

Com mesas comunitárias e cadeiras altas de frente para a cozinha, o primeiro andar é bem apertado, mas um charme. Se o tempo permitir e der para sentar nas mesas da calçada, melhor ainda. Tantos os salgados, quantos os doces, há crepes para todos os gostos e o melhor, o preço não assusta!

A melhor mostarda

E já que estamos falando de gastronomia, vale visitor a tradicional loja da Mostarda Maille, uma das mais famosas do mundo, que tem quase 300 anos!

A única loja da Maille na cidade fica na Praça da Madeleine e é um paraíso para quem gosta de mostardas. E, ainda por cima, também são vendidas variedades de vinagres, maioneses e molhos.

A marca da região de Dijon está há dezessete anos neste endereço, no primeiro distrito, pertinho do Opéra. Na loja, é possível degustar e comprar mais de 50 tipos de mostardas: com trufas, com queijo de cabra, com tomate seco, etc., sendo que grande parte só está disponível na França.

Restaurante Ralph Lauren

Só existem dois restaurantes dentro da loja do estilista francês no mundo: um fica em Chicago, e o outro, naturalmente, em Paris, mais especificamente em Saint Germain de Près, o bairro mais badalado da cidade luz.

Além de ser um point para ver e ser visto, o restaurante é um charme, com decoração clássica, bem ao estilo inglês e um belo bar. No cardápio, variadas opções, que vão do foi gras ao hambúrguer.

Localizado num lindo terraço de um prédio do século XVII, o restaurante foi aberto com o intuito de ser o “melhor restaurante americano” em Paris com a carne trazida diretamente do rancho do próprio Ralph Lauren, no Colorado.

O chamado RL é ideal tanto para o almoço quanto para o jantar e ainda tem a vantagem da gente poder fazer umas comprinhas ali mesmo.

Jantar com vista

Se a ideia é aproveitar uma das vistas mais conhecidas do mundo, há alguns restaurantes (que não são baratos) onde você tem esta chance.

Les Ombres no Museu do Quai Branly (aliás, uma boa opção de visita para o dia, um “jovem” museu, conhecido como MQB, que gerou controvérsias ao ser inaugurado em 2006.) Alta gastronomia com uma paisagem inigualável. O ideal, nesta época do ano, é chegar antes das oito, para pegar o pôr do sol, como fiz.

Com localização mais do que privilegiada, neste restaurante  você está tão de cara para Torre Eiffel que nem presta atenção no que está comendo.

Já o Tokyo Eat, dentro do museu Palais de Tokyo,  é menos turístico, menos caro e com uma vibe mais jovem;  decoração bem moderna e ambiente descontraído.  A Torre Eiffel não está tão pertinho, mas também está ali. O restaurante funciona dentro ou fora, dependendo da temperatura no dia.

Se tiver a chance de experimentar algum deles, conta pra gente e diga como foi!

Bon apetit!

 

Renata Araújo e jornalista e autora do blog de viagens You Must Go!

  • Tags

  • Chego em casa e vejo uma vela no formato de um ponto de interrogação e...
    saiba mais
  •       Sabe aqueles momentos de mudança, quando sentimos...
    saiba mais
  • Lua de mel romântica no Caribe
    07.01.2020 • Cultura
    É sempre difícil escolher o destino da lua de mel, mas é fácil imagina...
    saiba mais
  • compartilhar post

    posts relacionados

      MARIA FILÓ © 2017 Todos os direitos reservados.