O blog da Maria Filó

Prata da casa

E no meio de tantas mulheres (incríveis, diga-se de passagem) lá está ele. Único homem da equipe de Planejamento, o Gustavo empresta um olhar diferente ao nosso time feminino. Se nas horas vagas jogar bola e assistir às partidas do Vasco são seus programas favoritos, dentro da Maria Filó, o Gustavo faz o meio de campo entre o escritório e as lojas, ajudando na distribuição das peças.

Apaixonado por futebol, ele já passou mais de um mês fora do Brasil disputando campeonatos contra times do mundo inteiro. Hoje o craque acerta o passe por aqui: prova disso é que acaba de ser efetivado, após 1 ano como estagiário. Para driblar a correria do trabalho, ele joga boas doses de bom humor nos nossos dias.

Que sorte a nossa contar com esse jogador de peso na seleção Maria Filó!

Conta um pouco sobre a sua trajetória. Você acabou de ser efetivado, né?
Me formei em 2011 na escola. Me matriculei em Economia, mas acabei nem começando o curso. Mudei para Engenharia de Produção porque achei que era mais parecido comigo. Trabalhei em uma empresa de outro ramo durante as Olimpíadas em 2016 e entrei como estagiário aqui na Maria Filó no início de 2017. Sempre pensei em trabalhar com planejamento, gosto muito do que faço. Fui efetivado recentemente, hoje tenho mais responsabilidades, mas o período de estágio ajudou bastante para pegar o ritmo.

Como veio parar na moda? Já tinha se imaginado nesse universo?
Vi o anúncio da vaga na faculdade e acabei sendo contratado. Nunca me imaginei trabalhando no ramo da moda na minha vida, tanto masculina quanto feminina, mas sempre achei importante estar aberto às oportunidades. Tem sido muito positiva minha experiência na Maria Filó. Aprendo bastante diariamente.

Como é trabalhar rodeado de mulheres?
É uma experiência diferente para mim, acho muito divertido. Confesso que às vezes me sinto até um pouco por fora dos assuntos (risos). Mas é muito maneiro, dou boas risadas com elas. Aprendi sobre vários assuntos com essa experiência, desde roupas até a realidade que as mulheres passam diariamente. Nós, homens, temos meramente uma ideia, mas depois de vir para a Maria Filó, passei a enxergar com outros olhos. Cresci muito com elas, espero continuar aprendendo cada vez mais com nosso convívio.

O que você mais gosta na Maria Filó?
Gosto muito das pessoas e do ambiente trabalho. O astral é ótimo, isso contribui muito para a rotina de trabalho, alivia bastante o estresse do dia a dia.

Se você fosse descrever a Maria Filó com em 3 adjetivos, quais seriam?
Detalhista, acolhedora e amigável.

Conta um pouco sobre sua experiência jogando futebol fora do Brasil.
Foi uma experiência única na minha vida e que vou levar comigo para sempre. Fui em 2011 para Suécia, Dinamarca e Noruega para disputar 3 campeonatos contra times do mundo inteiro, que envolveram desde amadores até times de base. Passei mais de um mês com grandes amigos, fazendo algo que gosto muito. Jogar futebol é uma grande paixão. Ainda conheci pessoas de diferentes países e tive a oportunidade de praticar outros idiomas.

O que você sente ao jogar bola?
É uma sensação muito boa, me sinto ótimo. Preciso jogar toda semana, caso contrário, começo a sentir falta de fazer alguma atividade. Algumas vezes até exagero na quantidade (risos). Alivia o estresse, refresca a cabeça.

O que mais te move e inspira além de futebol? O que mais gosta de fazer nas horas vagas?
Dou muito valor a estar com amigos e família. É uma delícia estar com eles para jogar conversa fora, jantar e ver filmes. Sou muito ligado a esportes e atividades ao ar livre. Nas horas vagas, gosto muito de ir à praia e andar de bicicleta. Aproveitar a noite em algum bar, festas, dar boas risadas. Também adoro pegar o carro e cair na estrada. E ir aos jogos do Vasco, sempre!

Fala um pouco sobre você. Quais são suas principais características?
Determinado, eficiente, focado, divertido, alto astral.

Como essas características te ajudam no Planejamento?
Acredito que ajudam na organização dos dados para as análises que fazemos diariamente. Além disso, são importantes para algumas tarefas complexas que requerem mais atenção. Sem falar no relacionamento com outras pessoas. A leveza do convívio contribui para um bom trabalho.

Se você fosse um animal, qual seria? Por quê?
Um lobo. Por sua força, inteligência, resistência e capacidade de sobreviver em ambientes inóspitos. Ele prefere estar com sua alcateia (amigos e família) a ficar sozinho, me identifico com esse espírito de equipe.

Não existe nada melhor que…
Estar com os amigos e a família!

Uma frase…
“Faça o que for necessário para ser feliz. Mas não se esqueça de que a felicidade é um sentimento simples, você pode encontrá-la e deixá-la ir embora por não perceber sua simplicidade”.

  • Tags

  • Representar sonhos, desejos e movimentos em forma de manifestações art...
    saiba mais
  • Pedalar para o mundo girar em equilíbrio. É com esse propósito que lan...
    saiba mais
  • Lugar de menina é onde ela quiser, inclusive em postos de liderança e ...
    saiba mais
  • compartilhar post

    posts relacionados

      MARIA FILÓ © 2017 Todos os direitos reservados.