Na Filó

No seu sapato

Foto: divulgação

Pode ser difícil se colocar no lugar do outro, mas ter empatia é a chave para termos um mundo melhor, mais solidário, onde consigamos exercitar a nossa generosidade e realmente ajudar a melhorar a vida do outro. Esse é um assunto que deve estar em pauta na nossa casa, nas escolas e também em museus, por que não?

Foto: divulgação

Foi assim que nasceu em Londres o Museu da Empatia, um projeto itinerante que busca entender um pouco melhor o que o outro vê e sente, se colocando no lugar. Ou como dizem na Inglaterra, “in your shoes”, andar com os sapatos do outro, se colocar na pele do outro, para estar de fato junto, compreender, transformar e aprender com o que a experiência do outro tem a ensinar.

Foto: divulgação

E esse museu bacanérrimo agora anda por aqui, a partir desse fim de semana quem estiver por SP pode experimentar “vestir” os sapatos e a vida de outras pessoas, de uma forma para lá de bonita e simbólica. Ao entrar no museu, que tem forma de uma caixa de sapato, você escolhe um par de sapatos e passa a caminhar pelo espaço ouvindo a história de vida do seu dono.

Foto: divulgação

São relatos de superação, que abordam temas como diversidade, violência social e direitos humanos, LGBTfobia, gordofobia, educação, cultura, acessibilidade e direito à cidade, todos essenciais. O Museu da Empatia e o projeto Caminhando em seus sapatos ficam no Parque Ibirapuera até o dia 17 de dezembro. Quem estiver pela área não pode perder essa experiência para lá de especial.

  • Tags

compartilhar post

posts relacionados

    MARIA FILÓ © 2017 Todos os direitos reservados.