Maria Filó Blog | Dicas e Inspirações de Moda
  • Facebook-2023
  • Instagram_2023
  • Spotify_2023
  • Pinterest_2023
  • Youtube_2023
  • Tik-Tok

Mulheres na arte: conheça artistas atuais

O mundo das artes está repleto de obras incríveis criadas por artistas dos mais diferentes estilos. Por isso, no post de hoje queremos te apresentar o trabalho de artistas mulheres que valem o seu follow. Afinal, nunca é demais se inspirar com a produção de artística feminina.

De pinturas coloridas às esculturas, as mulheres brasileiras mostram que cada vez mais merecem os holofotes para o que têm criado. Então vem conhecer mais sobre artistas nacionais que estão mostrando seu trabalho pelo mundo com muita beleza e criatividade. Com a chegada do Dia das Mães, também vamos apresentar o trabalho de três artistas mães que fazem um trabalho especial e repleto de afetividade.

Brisa Noronha (@brisanoronha)

O trabalho da artista plástica Brisa Noronha permeia entre os universos da delicadeza e das ordens instáveis. Suas obras caminham entre o desenho, a pintura, instalações e também a argila. A mineira que atualmente vive em São Paulo, foi premiada na cidade e já fez residência na Finlândia.

Suas técnicas simples e materiais como a porcelana, o trabalho de Brisa representa todo o lado delicado e as sutilezas da mensagem que deseja passar ao outro.

Mônica Ventura (@mo_ventura)

Mônica Ventura é uma artista nascida em São Paulo que trabalha com diferentes formas de arte. Isso porque é através de esculturas, instalações, objetos e pintura ela aprofunda questões relacionadas à ancestralidade e ao feminino.

Seu trabalho diversificado já marcou presença em grandes centros culturais brasileiros como o Museu Afro, CCSP, MASP, Farol Santander Porto Alegre e Pinacoteca do Estado de São Paulo.

Lorena Barros (@nena_zl)

Nascida na zona leste de Belo Horizonte, as obras de Lorena Barros transitam entre cores, traços, formas e escritos. Seus trabalhos já foram expostos em mostras online, destaque para ‘Arte na Maternidade’, na qual expôs juntamente com outras mães, as obras criadas.

A artista visual que é mãe de Cora, brinca com um colorido, particular e palavras que traduzem seus sentimentos e vivências como mãe e como uma mulher preta.

Larissa de Souza (@azuoslarissa)

A obra de Larissa de Souza celebra o feminino negro e a ancestralidade com muita poesia e sensibilidade. A artista visual é autodidata e representa em suas telas cenas que colocam em evidência relações de afeto e memórias do que viveu e do que gostaria de ter vivido em sua infância, por exemplo.

Em sua casa-ateliê em São Paulo, a criativa produz seus quadros que mesclam situações, representatividade e muitas cores em uma harmonia especial e repleta de nuances.

Jackie Hatys (@jackiehatys)

Jackie Hatys é uma artista visual baseada em São Paulo. Seu trabalho navega entre a sutileza e o lúdico com toques de cores e referências históricas. Seus conhecimentos em moda e arquitetura também se destacam nas obras com mobiliários e cenas do cotidiano.

Em meio a uma mistura especial de tintas, a delicadeza de cada detalhe é o que mais salta aos olhos. Atualmente, a criativa se dedica inteiramente às suas obras. Ela também atua com direção de arte e já fez collabs com algumas marcas de moda.

Heloisa Hariadne (@heloisahariadne)

Formada em Belas Artes, a artista paulistana Heloisa Hariadne retrata em suas telas memórias que falam da relação com o corpo, ancestralidade e alimento. Dessa forma, os elementos são representados em cores e pinceladas que mostram figuras negras inseridas em cenários repletos de flores e detalhes.

Fluidez nos traços, tonalidades vibrantes e texturas especiais são as marcas das criações de Hariadne. A artista já expôs seus trabalhos em galerias do Rio de Janeiro e São Paulo.

 

Anália Moraes (@analiamoraes__)

Explorar os materiais e texturas é uma das principais marcas do trabalho de Anália Moraes. A multiartista e co-fundadora da Casa Dobra cria suas esculturas com formas e detalhes que não passam despercebidos. Suas inspirações vêm dos mais diversos assuntos como os processos naturais e estruturas celulares.

Sua conexão com a cerâmica, o material que é o principal entre as obras dela, é versátil e se apresenta em várias de suas criações. Ao mesmo tempo, a artista experimenta outras matérias-primas como vidro, papel e esmalte.

Jess Vieira (@jessvieira___)

A figura da mulher negra brasileira e seu universo são as temáticas centrais das telas de Jess Vieira. Em outras palavras, nos cenários que pinta, as conexões com sua ancestralidade negra e indígena se misturam a cores e técnicas. Elas formam um conjunto especial e repleto de nuances.

A artista brasiliense atualmente vive em Salvador. Já fez uma exposição individual em Belo Horizonte, além de duas coletivas, na cidade de São Paulo.

Mulheres colagistas

Construir quebra-cabeças que misturam o lado lúdico da criação com conjuntos de imagens de encher os olhos é com elas mesmas. O trabalho destas colagistas mostra que o que não é tão óbvio pode ser interessante e muito rico. Afinal, surpreender-se através com encaixes livres é o que nós faz embarcar em uma viagem especial através do que vemos.

Kate Edling

A artista Kate Edling recria cenários fantásticos com mulheres e elementos florais. Seu projeto pessoal Intuitive Blooms também com letterings que falam sobre amizade, amor, inspiração e feminismo. Suas colagens montam um encontro perfeito entre delicadeza e inspiração através de recortes precisos e especiais.

Maria Rosa

A designer e colagista Maria Rosa cria obras que misturam arte e representatividade de forma ímpar. Seu trabalho artístico celebra o feminino, exaltando a força, o imaginário e a resistência das mulheres negras. Isso porque em suas colagens ela retrata figuras importantes como Lélia Gonzalez, Dandara, Angela Davis, Mary Beatrice e Conceição Evaristo. Suas artes podem ser adquiridas no site de sua marca, a Arte de Maria, onde as colagens estrelam cadernos e outros itens de papelaria.

Beth Hoeckel

Mesclar referências e criar cenas únicas através de recortes são as marcas do trabalho de Beth Hoeckel. A figura feminina e a natureza são suas maiores inspirações e estrelam a maior parte de suas artes. Mas será que é possível uma mulher deitar em uma vitória-régia? No fantástico mundo das colagens da Beth isso é, sim.

Agora que você já conhece o trabalho de várias artistas mulheres das artes visuais, que tal segui-las nas redes? Acompanhe e apoie a produção criativa feminina e saiba mais sobre inspiração, referências e técnicas. Afinal, nunca é demais explorar o universo da criatividade por meio do que outras mulheres fazem.

compartilhar post

MARIA FILÓ © 2023 Todos os direitos reservados.