O blog da Maria Filó

Olhe para cima: dicas de decoração de teto

Quem curte o tema decoração já está sabendo de alguns truques que os profissionais de interiores utilizam para enganar os olhos, provocando efeitos diversos e um conjunto harmônico aos olhos.

Em termos visuais, podemos trabalhar com as linhas, cores e texturas de diversas superfícies. Mas, geralmente, damos prioridade ao tratamento de pisos e paredes. Porém, existem mais planos que poderíamos explorar de modo a tornar mais interessante um cenário decorado.

Por exemplo, alguma vez você já considerou personalizar o teto da sua casa? Exatamente. Dependendo da situação, da proposta de decoração dada a certo cômodo, ficaria bem legal acrescentar um “algo a mais” neste ponto da arquitetura. 

Tal estratégia de elevar a visão do observador pode ser justificada de vários modos. Vamos explicar um pouco sobre isso no texto a seguir e também dar exemplos de personalizações bem-sucedidas. Confira.

Ideias para personalização de tetos

Tinta

Colorir superfícies com tinta é a alternativa mais fácil e rápida de personalização de ambientes. Como num passe de mágica, só com a alteração do plano de fundo, já podemos ter uma percepção completamente diferente dos espaços que habitamos. 

Contudo, o que geralmente consideramos é alterar aquilo que está no nível dos nossos olhos ou abaixo, desconsiderando tudo que há acima.

Mas por que não colorir os tetos? Na verdade, costumamos pintar os forros das residências de branco porque esta seria a cor mais favorável para refletir cem por cento a luz emitida pelas lâmpadas nos aparelhos de iluminação. 

Porém, ambientes como quartos, por conta de suas funções, permitem uma produção de iluminação mais suave, ou seja, com percentual de reflexão menor.

Portanto, neste caso, poderíamos considerar pintar o teto de um cômodo decorado com uma cor diferente do branco. Aliás, esta opção poderia ser não apenas um recurso de personalização de decoração, mas um ajuste de design de interiores. 

Digamos, por exemplo, que a altura do pé direito da casa seja baixo demais. Então, pintar o teto de escuro criaria um efeito de mais altura – o mesmo efeito utilizado em igrejas, simulando o céu infinito.

Papel e adesivo de parede

Quem disse que o teto customizado precisa ter cor única, sendo um plano homogêneo? Podemos brincar mais com as possibilidades. Talvez criar, de fato, um céu estrelado sobre uma cama de quarto. 

Ou, ainda, estender um painel estampado decorativo de um cômodo do piso até o forro. E isto é algo mais fácil de fazer com a utilização de rolos de papel ou adesivos de parede.

Rebaixo de gesso com sanca

Claro que a própria instalação de iluminação já poderia ser considerada uma personalização de teto. Sim, ela seria regida de acordo com o projeto de layout do próprio cenário abaixo. 

Mas também podemos pensar em uma solução que vise, exclusivamente, fazer deste serviço o foco principal da decoração. Por exemplo, destacando estruturas de sustentação ou criando desníveis por meio de rebaixos de forro.

As placas de gesso são bastante utilizadas em decoração de interiores. Por quê? Porque elas são leves – sobrecarregando menos as estruturas de edificações -, podem vir com isolamento e são fáceis de serem recortadas. 

Com elas, é possível criar desenhos diferentes para forros. Uma opção é a construção de sancas, que são como canaletas que escondem lâmpadas embutidas formando desenhos luminosos no teto.

Lustre e outras luminárias

Todo o trabalho de sanca no teto serve como decoração de superfície, mas também como suporte para a criação de uma luz indireta complementar circundante no ambiente. 

Porém, de acordo com as atividades desempenhadas no local, podem ser necessárias outras fontes de luz. Uma delas seria a centralizada, contando com uma luminária que forneça a iluminação geral ao ambiente posicionada bem no centro do layout.

Iluminação centralizada pode ser feita por plafons e pendentes. Mas os lustres coloridos, brilhantes, com vários pendentes e hastes em diversas direções, devem encantar mais o olhar. 

Eles produzem uma luz direta, com lâmpadas voltadas para baixo, ou indireta, com lâmpadas voltadas para cima. Nesta última situação, se o desejo é aproveitar cem por cento de luz, como dissemos, o teto precisa ser branco.

Mais opções criativas

Podemos fazer muito mais para a personalização de interiores. Algumas ambientações ficam ainda mais bonitas com tetos decorados com placas de espelhos prateados ou fumê.

Também é possível decorar esta superfície com: retalhos de tecido, grafite, molduras de madeira e de gesso, chapas de madeira, placas de cimento e de plástico, pedaços de ladrilhos, e muito mais. Definitivamente, não há limites para a criatividade.

Qual das ideias achou que combina mais com o  estilo de sua casa? Por que não experimentar? Pode ficar incrível!

Essas dicas para decorar o teto foram criadas pela equipe Viva Decora.

 

  • Tags

  • Julho não é só o mês onde as festas julinas e de suas comidas delicios...
    saiba mais
  •   Reaproveitar é um verbo incrível e que abre um leque de possibi...
    saiba mais
  • Com a Vanessa Campos, a vida é amor de sobra. Para dar, sem vender. E....
    saiba mais
  • compartilhar post

    posts relacionados

      MARIA FILÓ © 2017 Todos os direitos reservados.