O blog da Maria Filó

Shine, baby, shine! Como escolher luminárias para a sala

Foto: Reserve Home

Como tornar a sala de estar um refúgio aconchegante com as luminárias certas

Para que um ambiente seja confortável e aconchegante, seu décor tem que atender uma série de pré-requisitos. Um deles é investir numa iluminação adequada, que torne o ambiente ainda mais cozy e com aquela cara de casa. Afinal, vamos combinar: luz é tudo. Ela faz toda a diferença num cantinho gostoso. Então não hesite na hora de caprichar na escolha das luminárias da sua sala de estar.

Dessa forma, você deixa esse cantinho – que é o coração da casa, convenhamos – não apenas mais aconchegante, mas também adequado às suas necessidades. Ler, ver um filme, almoçar, receber os amigos, brincar com as crianças: as luminárias certas interferem num monte de situações do dia a dia. Por isso, sua sala deve estar sempre bem iluminada.

Como usar melhor a iluminação em sua casa

Fotos: Ikea e Delight Full

Existem duas formas de iluminar ambientes: natural e artificial. As duas soluções devem ser pensadas na hora de planejar a decoração. Esse é um ponto que merece a sua atenção. O objetivo do estudo do local é no melhor aproveitamento da luz solar, focar no que realmente importa. 

Mas depois, pensando principalmente na parte da noite, será preciso revisar os pontos elétricos. A localização deles deve ir de encontro ao que você faz mais na sala. Você escreve, lê ou assiste mais à TV? Leve isso em consideração.

Uma dica que vale para qualquer ambiente é a de que no teto devem haver várias saídas elétricas. Com rebaixos de gesso é mais fácil ajustar os pontos de acordo com a proposta de decoração. Em salas e quartos, pode-se ter uma iluminação indireta, que tem um astral mais sofisticado e delicioso. 

Já na decoração de salas de jantar, uma iluminação mista é a pedida. Em cômodos como banheiros e cozinhas, a iluminação deve ser direta, focando principalmente em locais como a bancada da pia e o fogão, onde serão preparados os alimentos.

Alguns modelos de luminárias

Luminárias para sala de estar
Fotos: Etsy e Reprodução

Se a luz natural só pode se fazer presente no interior da casa através da abertura de vãos – janelas e portas -, a artificial deve vir de vários pontos, espalhados em diversas superfícies da sua casinha. 

Do piso, luzes saídas de projetores devem destacar áreas de paredes. Leds podem iluminar o interior de armários e até fazer o contorno da parte de baixo dos armários, ajudando na circulação nos ambientes. Iluminação fancy!

Luminárias para sala de estar
Foto: Revista Viva Decora

Arandelas devem ornar as paredes, já as luminárias de chão devem servir a cantos de leitura. Ainda existem as luminárias articuladas de mesa, perfeitas para serem colocadas sobre escrivaninhas e áreas de estudo. Abajures também adicionam uma outra cara à decoração da casa, nas mesinhas laterais e escrivaninhas ao lado do sofá e da cama. 

Os lustres são como verdadeiras esculturas, embelezando e iluminando, do teto, áreas de estar. Sem que contar que ainda existem os trilhos e os pendentes. Muitos destes modelos de luminárias são facilmente encontrados nas lojas e eles seguem um padrão, que, em parte, tem a ver com as últimas tendências de mercado.

Mas as pessoas podem buscar alternativas diferentes para a decoração da sua casa, como fazer, com as próprias mãos, modelos diferentes e criativos de luminárias. É o caso das peças montadas a partir de materiais reaproveitados ou materiais recolhidos da natureza, como palha e mais.

Luminárias: destaque na decoração da sala de estar

Luminárias para sala de estar
Fotos: My Styles e Tiny’s

Pendentes são luminárias próprias para serem instaladas no teto. Este tipo de aparelho é bastante utilizado na iluminação de mesas de jantar e balcão de refeições. Em casos especiais, também é visto em decorações de quartos, sendo colocado sob criado-mudo, em substituição ao tradicional abajur. 

Outra ideia é utilizar os pendentes em decoração de lavabos. E, por fim, pendentes sobre cantos de leitura, na sala de estar.

Aliás, a sala é o ponto da casa onde mais se pode brincar com a iluminação. Sendo um ambiente social, deve fazer a apresentação do imóvel e atrair as pessoas à confraternização. 

Pode-se dizer, então, que a iluminação, neste caso, trabalha de forma teatral, criando efeitos e gerando sensações diferentes nos observadores. A ideia também é adaptar o sistema à várias sensações. E uma das peças que pode fazer parte deste conjunto é, obviamente, o pendente!

Entenda mais sobre os pendentes

Luminárias para sala de estar
Fotos: Decoholic e Apartment Therapy

Como já explicado, pendente fica bem instalado ao lado do sofá – até como um elemento escultural. Um conjunto de pendentes também pode marcar e fazer a separação de sala e cozinha integradas, sobre península ou balcão de refeições. 

Lembrado que os pendentes são aqueles aparelhos com um ou mais filamentos, ou fios, com lâmpadas nas extremidades. E estes podem vir com cúpulas variadas, voltando as lâmpadas para baixo.

Uma tendência do momento para casa são as cúpulas aramadas, em formato de diamante; e as cúpulas tipo prato, vista comumente em ambientes industriais. Também fazem sucesso os pendentes com pingentes de vidro transparente ou cristais. 

E ainda existem os pendentes que são adaptados para receber lâmpadas diferenciadas, como aqueles em estilo Thomas Edison

Agora, dê uma olhada nessas ideias e descubra a melhor maneira de deixar a iluminação de sua casa muito mais aconchegante!

Essas dicas de decoração com luminárias foram criadas pela equipe Viva Decora.

  • Tags

  • Como decorar uma festa tropical
    14.11.2019 • Décor
    A vontade de verão já invade e, por aqui, só pensamos em celebrar. Por...
    saiba mais
  • Tons pastéis na decoração
    06.11.2019 • Décor
    Veja nossas dicas e saiba como usar tons pastéis na decoração No clima...
    saiba mais
  • Um bom lugar para ler um livro
    15.08.2019 • Décor
    Salve algumas exceções, nosso inverno não é lá muito repleto de dias f...
    saiba mais
  • compartilhar post

    posts relacionados

      MARIA FILÓ © 2017 Todos os direitos reservados.