O blog da Maria Filó

Tingimento natural: conheça mais sobre as técnicas

Tingimento natural
Foto: Mattricaria

Ir em busca de processos cada vez mais naturais e sustentáveis é algo que vai além da moda. Essa procura está em cada detalhe da vida, no nosso estorno, em objetos, frutos, folhas ou cascas subaproveitados que normalmente jogamos no lixo.

Muitas vezes, temos à mão recursos riquíssimos que a própria natureza provém, mas que não conhecemos ou nunca experimentamos. Um ótimo exemplo é o tingimento natural, uma alternativa eco-friendly para colorir seus tecidos.

Muito mais simples do que possa parecer, essa é uma forma de nos conectarmos com a a natureza, aprender novos saberes, criar autonomia e colocar a mão na massa, ou melhor, na panela. Isso porque as diferentes técnicas têm um ponto em comum: o uso do fogão para criar as estampas.

Não é de agora que as flores e alimentos podem ser usados para colorir panos. Essa vertente existe há muitos e muitos anos, isso porque até a metade do século XIX, as colorações usadas eram feitas exclusivamente a partir de frutos, folhas, flores e até mesmo de insetos.

Mattricaria: expert em tingimento natural

 

Tingimento natural
Foto: Mattricaria

Para nos ensinar técnicas de tinturaria natural, convidamos a Maibe Maroccolo, fundadora da Mattricaria, que surgiu com o objetivo de pesquisar e mapear plantas tintórias nativas do Brasil e trabalhar com receitas tradicionais com foco em tecidos.

Mas será que é muito complicado dar o ponta inicial nesse universo rico e até mágico do tingimento natural? A Maibe garante que não! Ela vai ensinar o passo a passo para fazer duas capas de travesseiro com uma estamparia seguindo as técnicas shibori e tie dye.

Fim de ano batendo à porta e essa pode ser uma ótima oportunidade de aprender algo novo. De quebra você ainda pode fazer mimos para as pessoas queridas e tornar o ato de presentear ainda mais afetivo. Então é hora de ativar o modo DIY e mãos à obra!

Estampas com tingimento natural

Tingimento natural
Fotos: Mattricaria

Material

  • Cascas de cebola
  • Retalho
  • Barbante
  • Tecido 100% algodão
  • Peças de madeira
  • Peneira

Passo a passo

  • Primeiramente, em fogo médio, cozinhe as cascas por 1 hora.
  • Aguarde até que a solução esfrie e depois coe.
  • Dobre o tecido por seis vezes e apoie as peças de madeira nele. Duas em cima e duas embaixo, de forma que uma corresponda à outra.
  • Com o barbante, amarre as pontas de cada uma das peças para que elas fiquem bem juntinhas.
  • Para a outra capa, o modo de trabalhar com o tecido será um pouco diferente. Amasse o tecido até que ele fique bem unido.
  • Em seguida, envolva-o com o retalho e amarre bem para que nenhuma parte do tecido fique à mostra.
  • Coloque as peças na panela onde você preparou o extrato das cascas e aguarde a absorção por completo.
  • Em fogo médio, deixa cozinhar por 1 hora.
  • Aguarde até esfriar.
  • Retire da panela e em outro recipiente enxague bem.
  • Por fim, abra as peças e divirta-se com o resultado das estampas tingidas de forma natural.

O fantástico mundo do tingimento natural

Tingimento natural
Fotos: Mattricaria

Se esse projeto despertou sua vontade de se aventurar ainda mais pelos caminhos lindos dos tecidos com tinturas naturais, temos boas dicas e notícias para você. Como falamos anteriormente, a Mattricaria é especialista em trabalhos tintórios naturais e pode te acompanhar em toda a sua jornada.

A diversidade da flora brasileira dá infinitas possibilidades de pigmentar tecidos usando diversas técnicas. O colorido natural das peças ganha um significado ainda mais especial quando você mesma manipula todo o processo, do início do fim.

Tingimento natural
Fotos: Mattricaria

Aliar conhecimento e prática é fundamental para que cada vez mais você aprimore suas criações. Com a Mattricaria fica bem mais simples e didático aprender mais sobre diversas áreas que envolvem as colorações naturais e adquirir alguns corantes para fazer suas criações.

Através dos kits cursos, é possível aprender sobre pigmentos, tingimento, estamparia e tintas naturais, até mesmo a impressão ferrosa, um trabalho para lá de rico. Com eles você conta com aulas online e explicativas sobre cada tema, além de alguns itens para executar as tarefas de cada um deles.

O tingimento natural é mais do que uma forma sustentável de colorir tecidos, também é um ponto de conexão maior com a natureza, com modos artesanais de produção. Por isso, adentrar a esse universo é a abrir um portal de possibilidades quase infinitas.

Paletas da natureza

Tingimento natural
Fotos: Mattricaria

Os vegetais que você usa na sua cozinha podem aterrissar direto em roupas e outros objetos feitos em tecidos. Vários deles são ricos em uma pigmentação que fixa e colore de forma 100% natural e livre de produtos químicos.

As cores botânicas são as mais variadas possíveis e podem atingir tons repletos de vivacidade e beleza. Para atingir as nuances desejadas, você pode usar tanto flores, quanto folhas, cascas de legumes ou até mesmo pedaços deles. Conheça um pouco mais sobre as paletas naturais:

Magentas – beterraba, flores de hibisco, etc.

Rosados – caroço de abacate, etc.

Roxo e lilás – casca de açaí, repolho roxo, etc.

Azulados – repolho roxo e amora, etc.

Preto – casca de abóbora.

Esverdeados – espinafre, alcachofra, etc.

Amarelados – açafrão-da-terra, casca de cebola, casca de romã, folhas de eucalipto, urucum, etc.

Alaranjados – casca de cebola, cenoura, urucum, casca de abacate, etc.

Tons de marrom – casca de nozes, cebola roxa, café e chá-preto, casca de romã, etc.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o fantástico mundo do tingimento natural, pode se aventurar sem medo por ele. Comece a olhar para os vegetais e as partes dele que você descartaria como materiais em potencial para tingir roupas, tecidos e o que mais você desejar.

Divirta-se com todas as etapas e tenha em mente que processos mais sustentáveis são possíveis. O planeta (e você) só têm a ganhar com tudo isso!

  • Tags

  • Julho não é só o mês onde as festas julinas e de suas comidas delicios...
    saiba mais
  • A cada dia fica cada vez mais provado que a criatividade não tem limit...
    saiba mais
  •   Reaproveitar é um verbo incrível e que abre um leque de possibi...
    saiba mais
  • compartilhar post

    posts relacionados

      MARIA FILÓ © 2017 Todos os direitos reservados.