O blog da Maria Filó

London Eye

Kyoto

O lado ruim de viajar é que quanto mais voce viaja, menos os lugares te surpreendem. Não que eu tenha viajado tanto assim, mas o pouco que eu conheço desse mundo ja é suficiente pra eu reconhecer numa cidade uma rua que vi na outra, numa praia a paisagem que vi sentada em outras areias, num prédio uma arquitetura que já vi em alguma outra esquina. E assim fica cada vez difícil sentir o mesmo encantamento de quando vimos o ‘diferente’ pela primeira vez.

Realmente tinha um tempo que eu não sentia esse encantamento até que, há um mês atras, pisei pela primeira vez em Kyoto. Adorei cada canto da cidade, os templos exuberantes, a arquitetura tipicamente japonesa, as ruas fofas lotadas da cerejeiras branquinhas, e até a parte mais ocidentalizada, com lojas de decoração e roupas super descoladas, cafés moderninhos e vários restaurante legais.

Acho que não tem como não se apaixonar por Kyoto, provavelmente porque a cidade tem atração pra todo gosto: a primeira vista parece uma cidade grande como Tokyo, com avenidas largas e prédios grandes; não demora muito e começam a aparecer os templos (pelo que eu li, existem quase 2 mil templos em Kyoto), muitos deles cercados de paisagens sensacionais; não faltam opções de‘ryokan’, o típico hotel japonês onde não se entra de sapato e se dorme em tatames; e tem até uma floresta de bambu de tirar o fôlego, do  ladinho de um jardim japonês lindo, que por sua vez é dentro de um dos templos mais legais  da cidade – Kyoto é assim: pra cada lado que você olha tem uma coisa mais bonita pra apreciar.

Aqui vão umas fotos dos lugares que mais gostei – quem sabe você não se apaixona por Kyoto também?

  • Tags

  • Chego em casa e vejo uma vela no formato de um ponto de interrogação e...
    saiba mais
  •       Sabe aqueles momentos de mudança, quando sentimos...
    saiba mais
  • Lua de mel romântica no Caribe
    07.01.2020 • Cultura
    É sempre difícil escolher o destino da lua de mel, mas é fácil imagina...
    saiba mais
  • compartilhar post

    posts relacionados

      MARIA FILÓ © 2017 Todos os direitos reservados.